Coworking: cinco áreas e profissionais que devem optar por um escritório compartilhado

Os escritório compartilhados ainda não são unanimidade no Brasil, embora tenha deixado de ser uma aposta e já tenha se tornado uma realidade na carreira de diversos empreendedores e profissionais.  O crescimento tem sido cada vez maior no país: o Brasil alcançou o número de 1500 espaços de coworking no ano de 2019 e a tendência é que as estações de trabalho se tornem parte da rotina de empreendedores, comerciantes e profissionais de diversas áreas.

Mesmo assim, o produto ainda é muito novo e gera dúvidas para quem ainda não entende sobre o formato de trabalho, afinal tal modelo é recente não só no Brasil mas em todo o mundo. Optar por trabalhar em coworking pode ser a transformação que você ou uma pessoa próxima precisa para alavancar o próprio negócio e a carreira profissional. Por isso, confira abaixo cinco áreas ou profissionais que podem – e devem – optar por um coworking para realizar suas atividades.

1 – Profissionais de comunicação

A área da comunicação não para de crescer e de se transformar. Seja na publicidade, no marketing, no jornalismo ou em outros âmbitos, os profissionais estão cada vez mais completos e preparados para realizarem diferentes serviços por conta própria, sem a necessidade de se vincularem à uma agência, veículo de comunicação ou empresa específica. Por isso, o coworking acaba se tornando uma alternativa acessível e profissional para quem busca manter a rotina e o foco no trabalho.

2 – Profissionais da área da saúde

Você consegue se imaginar sendo atendido por um profissional da área da saúde em um espaço de coworking? Pois saiba que isso é muito possível. Os escritórios compartilhados se mostram cada vez mais acessíveis a diferentes áreas de atuação: se tratando de profissionais de saúde, psicólogos, fonoaudiólogos, terapêutas e outras funções que dependem pouco de equipamentos e mais da relação interpessoal entre profissional e paciente, o espaço de coworking se apresenta como uma alternativa completamente viável.

3 – Advogados

Você consegue imaginar um advogado trabalhando em um escritório compartilhado? Muitas pessoas não conseguem, mas são muitos os profissionais da área do direito que escolhem um coworking para exercer a profissão – sejam eles recém-formados ou já experientes. O principal fator positivo é o ambiente profissional, a estrutura de altíssimo padrão e a credibilidade que o local oferece. Além disso, um bom espaço de coworking está sempre bem localizado e dispões de diversas unidades, facilitando a mobilidade do cliente e o encontro com seu advogado.

4 – Professores particulares

Professores particulares são excelentes exemplos de profissionais de podem apostar em oferecer seus serviços em um espaço de coworking. Além de aproveitar de toda a estrutura e de todo o suporte de altíssima qualidade, podem utilizar sala de reunião para aulas individuais ou até as sala de treinamento para aulas em grupo. Seja você um professor de idiomas ou de alguma disciplina específica, o espaço de coworking é uma alternativa para quem ainda não se vê arcando com os custos de um aluguel de uma espaço próprio mas faz questão de que as aulas sejam sempre presenciais.

5 – Coach, blogueiros e influenciadores

O meio digital está cada vez mais abrangente. Com isso, cada vez mais pessoas saem do status de meros “mortais” para o status de “influenciador” ou “personalidade”. Isso acontece graças ao avanço digital e do alcance oferecido pelas redes sociais. Para quem deseja criar conteúdo de qualidade, atender clientes, patrocinadores, marcar reuniões em salas comerciais e até mesmo ter um tempo de sobra para bater um papo, conhecer pessoas ou dar uma vasculhada no Instagram e no Facebook alheio em busca de novas ideias, o espaço de coworking é ideal.

More To Explore

Como funciona a consultoria de vendas? (Foto: Depositphotos_188119754_s-2019)
Negócios

Como funciona a consultoria de vendas?

A consultoria de vendas trata de um processo em que o profissional especializado vai conseguir ajudar outras empresas a construírem a sua estratégia comercial. Como